Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Moda & Style

por Joana Freitas

Moda & Style

por Joana Freitas

Expocosmética 2015 (#1)

Tal como vocês tiveram oportunidade de saber, este ano tive o privilégio de ir como blogger a esta que é a maior Feira Profissional de Cosmética da Península Ibérica, a Expocosmética! Curiosamente estreei-me quer como blogger quer como visitante "comum".

 

Ora sendo esta a minha primeira vez, não estava e nem estou em condições de fazer comparações, nem sequer é minha intenção fazê-lo por variadíssimos motivos pois creio que com o feedback do público e dos blogs, a organização vai tentando melhorar todo o seu trabalho. Vou dar sim o meu parecer do zero, ou seja, sem qualquer tipo de referência e sem saber como foi nos anos anteriores.

 

Para começar, ir até à Exponor, local onde decorreu a feira, é bastante fácil para quem vem de todos os cantos do mundo, não estivesse bem localizada em termos de transportes públicos e auto-estradas. 

 

Quanto aos balcões para entrar, estes estavam bem identificados: bloggers, press e vips para um lado, os restantes visitantes para o outro. Depois era tudo canalizado para um átrio enorme onde eram divididos os dois grupos (os visitantes normais tinham que esperar numa longa fila, enquanto que os restantes tinham acesso quase que imediato à feira). Após validarmos as credenciais, partimos logo à aventura, começando pela fotografia da praxe exposta em cima com a minha querida Anabela (de quem tinha imensas saudades!).

Mal se entra para o pavilhão, não se admirem se vierem ter convosco distribuir flyers. Aliás, creio que o forte da feira é precisamente este da distribuição de panfletos com as promoções que cada stand tem. Nada mau pensado, mas quando vemos que nos estão a dar coisas que já temos, torna-se cansativo. Ou então, se quiserem saber das novidades, basta olhar para o chão onde têm flyers colados às carpetes, o que eu não acho, de todo, seguro visto que ao passarmos quase que escorregamos.

 

Outra coisa que se nota é a temperatura. Com o uso de secadores e máquinas para aquecer cera, entre outros, é normal que lá dentro esteja bem mais quente do que cá fora, aliás, por momentos até pensei que tinha emigrado para o Brasil (ahahaha), daí ter levado roupa bem fresquinha para andar lá dentro - e mesmo assim, tostei! Acho que neste sentido podiam instalar ar condicionados ou algo do género. É que estar a feira toda a levar com o calor torna-se incomodativo! 

 

Como fui no primeiro dia da feira (sábado) e ainda por cima num feriado, aquilo era um pandemónio: filas e mais filas nos stands e esperas intermináveis para fazer compras, mas no fundo creio que valia a pena, visto que algumas coisas estavam com bons descontos. Uma coisa que achei engraçada foi o facto de algumas marcas terem apostado em workshops ao vivo, acho que chamavam clientes e público para assistir, mas com o barulho das outras atividades que decorriam em paralelo, as coisas nem sempre corriam como o esperado. Mas ainda assim consegui visitar alguns dos stands que queria: Andreia, Inoeh, Nativa do Brasil, Collove, Dermacélsia e Jubileu.

T-shirt H&M  Kimono New Look  Jeans C&A  Botins Betty London  Verniz Andreia n.119  Batom Guaraná O Boticário

Eu bem sei que a feira se dedica a tudo quanto é cosmética, mas não foi por isso que não existiram desfiles de moda! Foi uma outra grande estreia minha, é verdade. Pude ver, finalmente, a partir da fila da frente, desfiles de algumas marcas e estilistas conceituados, com várias caras conhecidas à mistura. Mas isso aí deixo um outro post.

 

Apesar de, no geral, ter gostado de toda a atmosfera e da experiência, penso que podiam ver mais atividades a decorrer em simultâneo para animar o público - falo de música ou outra coisa qualquer que conseguissem despertar a boa disposição. Senti que, em alguns momentos, aquilo estava tudo muito "parado".

Créditos de fotos: Miss Giggles

4 comentários

Comentar post