Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Moda & Style

por Joana Freitas

Moda & Style

por Joana Freitas

7 alimentos que podem ajudar a salvar a sua memória

Todos sabem que a alimentação possui uma grande importância para o controlo das atividades do corpo humano como metabolismo. O que pouca gente imagina é que a alimentação também pode ajudar na regulação do cérebro e no melhoramento do funcionamento da memória.

 

Ficou curiosa? Confira abaixo a lista com 7 alimentos que vão ajudar o seu  cérebro e o seu metabolismo.

Peixe

Muita gente conhece os poderes do peixe para o bom funcionamento da memória, mas pouca gente o insere efetivamente na dieta. O peixe é rico em fósforo, que é um dos principais combustíveis da nossa memória. O cérebro usa o fósforo para gerar energia para os neurónios, por isso, a sua reposição é muito importante para recuperar as funções cerebrais, tal como a memória.

Saladas com azeite

O azeite é um alimento rico em vitamina E, que é um importante antioxidante para o nosso organismo. Além de prevenir o envelhecimento da pele e dos órgãos internos, a vitamina E ajuda a retardar o envelhecimento natural dos neurónios, por isso, a ingestão do azeite pode ser muito benéfica para o cérebro – além, é claro, de ajudar a evitar problemas vasculares.

 

Um extra: a pensar no bem-estar de todos, o Continente decidiu avançar com uma campanha única em que, todos os meses, escolhe quatro frescos comercializados na rede de lojas da marca e dá sugestões e dicas sobre os mesmos. Este mês, por exemplo, os "reis" desta campanha são porco, a sardinha, os pêssegos e os pimentos. Para saber mais sobre eles, clique nas imagens interativas abaixo.

 

Vegetais com folhas escuras

Alimentos como o espinafre, que são ricos em vitamina E naturalmente, podem proporcionar até metade do suprimento diário necessário dessa vitamina no nosso organismo, tendo um poder muito grande para evitar a deterioração dos neurónios.

 

Suplementos cerebrais

Nem todos os problemas de memória estão relacionados com o envelhecimento dos tecidos nervosos: a carência de alguns neurotransmissores, como a acetilcolina, pode ser uma das causas, e pode ser combatida com a ingestão de suplementos nootrópicos como o Intelimax IQ, que ajuda a repor os níveis de colina no cérebro, ou o nootrópicos Genius X, com função similar, que ajudam a recuperar o poder de memorização.

Vinho e uvas

Uvas, sumo de uva e vinho tinto são ricos em diversas substâncias que ajudam a prevenir a perda de memória. Uma dessas substâncias, o resveratrol, é encontrada nas sementes da uva e tem efeitos comprovados em laboratório para prevenção da perda de memória e, em alguns casos, até a reversão de alguns quadros clínicos.

Abacate

Essa fruta, além de ser muito saborosa, também é rica em vitaminas C e E, que são poderosos antioxidantes que evitam o envelhecimento e a perda de neurónios no cérebro, além de ser rico em óleos essenciais importantes para o bom funcionamento do organismo.

Amendoim

Sementes e amêndoas ricas em gorduras saudáveis são muito benéficas para a memória e para o sistema vascular. Pesquisas apontam que a substituição das gorduras saturadas e das gorduras transformadas na dieta por gorduras naturais de amêndoas ajudam a evitar problemas cerebrais e até prevenir alguns males associados à perda de memória.

 

Texto de Regina Silva

 

Fotografias: Pinterest